Nada melhor para consolidar a nossa fé que a convicção profundamente gravada nas nossa alma de que nada é impossível a Deus.
  Principal
  História da Paróquia
  História da Santa
  Programação
  Galeria de fotos
  Vídeos
  Capelas
  Celebração
  Missa
  Orações
  Sacramentos
  Terço
  Conhecimento
  Bíblia
  Doutrina Social
  Glossário
  Liturgia Diária
  O Santo do Dia
  Hoje na História
  Liturgia das Horas
  Informações
  Links
  Contato
Glossário Católico M-N-O
M

MANDAMENTOS São os ensinamentos essenciais dados por Deus a Moisés no Monte Sinai, para que fossem transmitidos ao povo hebreu e por eles seguidos.

MÁRTIR Cristão que sofreu até a morte pela sua fé, sem negar sua crença em Jesus Cristo e em Deus.

MATRIMÔNIO Este sacramento é o que sanciona diante de Deus a união completa da pessoa e da vida de um homem e de uma mulher. Uma vez que o matrimônio é uma festividade solene para quem o contrai e para todos os que partilham de sua alegria, a Igreja nega-se a celebrá-lo nos tempos do Advento e da Quaresma, dado seu caráter penitencial, ou o consente, porém de forma simples. O termo deriva do latim "matris" e "munus", com o significado de dom-compromisso recíproco. Sua instituição fundamenta-se na origem bíblica da espécie: "Deus criou o homem à sua imagem... macho e fêmea Ele os criou"(Gn 1,27) e ainda: "... deixará o homem o pai e a mãe e se unirá à sua mulher e se tornarão uma só carne" (Gn 2,24). Seu fundamento jurídico e ético baseia-se no consenso dos contraentes e contempla a unidade, a indissolubilidade, a disponibilidade para procriar.

MENDICANTE Ordem religiosa fundada no século XIII e que se caracteriza pelos votos de pobreza e por pedirem esmolas para sobreviverem, como os Agostinhos, as Carmelitas, Dominicanos, Franciscanos e Mínimos.

MESSE Colheita; conversão de almas; aquisição.

MESSIAS Aquele que foi enviado por Deus para restaurar o reino de Israel. No Novo Testamento Jesus é o Messias, muito embora Ele mesmo tenha se aplicado o título de Filho do Homem.

METAFÍSICA Conhecimento das causas primeiras e dos primeiros princípios; doutrina da essência das coisas.

MILAGRE Fato extraordinário que é atribuído à ação divina e não pode ser explicado pela ciência.

MISERICÓRDIA Termo que designa a piedade ou pena frente à desgraça alheia, unindo assim dois seres. O homem somente alcança a misericórdia de Deus a partir de sua transformação, que se dá ao praticar a compaixão com o seu próximo, motivada por sua própria misericórdia.

MISSA Em sua forma atual, a missa é o resultado de uma longa e complexa evolução histórico-litúrgica que manteve, todavia, na transformação das formas rituais, uma substancial fidelidade ao significado original da instituição por parte de Jesus Cristo, que celebrou sua última ceia pascal com os discípulos como "memorial" de sua paixão e morte.

MISSAL O missal é o livro que contém, para cada dia do ano litúrgico, orações, leituras e cantos para a celebração da missa, juntando os antigos Sacramentários, Graduais e Evangeliários. De acordo com o rito, toma o nome de missal romano, ambrosiano, moçarábico.

MISSÃO Incumbência, ato de enviar, encargo, sermão ou série de sermões doutrinários.

MISSIONAR Pregar a fé a; catequizar.

MISTÉRIO Aquilo que a razão humana não é capaz de entender e que só será compreendido plenamente após a morte.

MITRA EPISCOPAL Tipo de chapéu usado pelos bispos, com duas pontas apontadas para cima.

N

NATAL Palavra de origem no latim, “nativitas”, que significa nascimento. A Festa de Natal é comemorada no dia 25 de dezembro desde o ano 336, em Roma. Há uma hipótese que diz que se comemora a festa nesse dia em lugar da festa pagã, que celebrava na mesma data o solstício de inverno, em honra do nascimento do “Sol Invictus”. Por isso, nesse dia se proclama Jesus como o “Sol Invictus”.

NAVE Na igreja, a nave corresponde à área que abriga os fiéis e distingue-se do presbitério, que corresponde ao lugar onde se encontra o altar. O termo nave reflete com precisão a forma originária do espaço por ela definido, que, coberto com estrutura de madeira em tesouras ou de alvenaria em abóbadas, assumia justamente o aspecto de uma quilha de uma nave virada. Presente já em organismos arquitetônicos antigos (p. ex., salas hipostilas orientais, basílicas romanas), a nave tornou-se elemento constitutivo fundamental da arquitetura religiosa com as basílicas paleocristãs e assim se manteve até a chegada dos esquemas introduzidos pela Contra-Reforma. A nave principal ou maior é o espaço compreendido entre o portal principal de acesso e o cruzamento do transcepto. Nos seus lados, em geral de altura menor, estão as naves laterais ou menores. Fala-se de igreja de uma única nave quando esta é definida pelas próprias paredes perimétricas.

O

OBLAÇÃO Oferta feita a Deus ou aos santos, na igreja; oferenda.

OBLATA Tudo o que se refere a Deus ou aos santos, na igreja; oferta piedosa ou respeitosa.

OBLATO
Leigo que se oferecia para o serviço de uma comunidade religiosa; criança que os pais ofereciam para serviço de Deus.

O CRISMA É óleo de oliveira misturado com bálsamo, consagrado pelo bispo durante a missa de Quinta-feira santa. Seu uso remonta ao século V e serve para conferir três sacramentos: batismo, crisma e ordem sagrada.

OFERTÓRIO É a parte da missa católica em que o sacerdote oferece a Deus o pão e o vinho destinados à consagração. Inicia com a oração "Bendito sejais, Senhor..." e termina com a oração sobre as ofertas. O ofertório introduz a liturgia eucarística.

ORAÇÃO A oração aparece em todas as religiões como uma forma pela qual o homem se coloca conscientemente na presença de Deus. As orações aparecem em diferentes formas e sentidos. Existem as orações de súplica, louvor, arrependimento, entre outras. No cristianismo, temos a Bíblia como fonte das orações, tendo como exemplo as orações cristãs admiráveis de Santo Agostinho e santa Tereza.

ORDEM É o sacramento que confere a alguém poder espiritual em virtude da graça particular que o torna apto a exercer as várias tarefas eclesiais e eclesiásticas. Em primeiro lugar, a de celebrar a Eucaristia, além do poder de perdoar ou não os pecados no exercício do sacramento da Penitência: é o poder sobre o Corpo Real e sobre o Corpo Místico de Cristo. Esse sacramento tem sua origem no ato de Jesus ao escolher um grupo de apóstolos e discípulos para continuar Sua ação no mundo.

ORDEM RELIGIOSA Sociedade de religiosos que emitem votos, podem ocorrer em forma de ordem ativa, onde os participantes dedicam-se a trabalhos de caridade, educação, evangelização ou acolhimento; ou ordem contemplativa, onde os religiosos consagram-se somente para a oração.

OSTENSÓRIO É o recipiente sacro para a exposição solene da eucaristia nas procissões e nas bênçãos. Usado somente pela Igreja latina, sua origem remonta à instituição da festa e procissão do Corpus Domini. Inicialmente em forma de caixa, foi transformado a seguir, para satisfazer o desejo de "ver" a hóstia, num pequenino templo apoiado num suporte, como se usa ainda hoje nas Igrejas de rito ambrosiano. A partir do século XV e especialmente depois da Reforma protestante, prevaleceu a forma de disco com raios, com um estojo de cristal no centro que encerra a hóstia, para recordar que a eucaristia é o sol do culto católico.